Do CoraçãO

Este blog é uma forma de me comunicar com mais garotas e juntas percebermos que temos as mesmas dificuldades. Porém o motivo principal de sua criação é difusão do nome do meu amado Jesus Cristo.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Dispostos a seguir?

Esse texto foi um dos primeiros que escervi, o primeiro a ser publicado no blog Jesus Revolução. Houve uma mudança em mim que só Jesus Cristo seria capaz de realizar, houve uma paz que só Ele poderia me dar e hoje quero compartilhar com vocês este texto, essa reflexão. Seguir Jesus nas redes sociais é fácil, ser sal na igreja também é; o difícil é ser luz nas trevas, é ser megafone no meio de deficientes auditivos, é ser guia de cegos, é fazer a diferença em TODO lugar. Ontem tive a oportunidade de participar do Manifesto (evento realizado todas as segundas-feira de 2012 pelos joves que fazem parte do Plug RP) e palavra tocou meu coração, louvores a Deus em unidade com os irmãos, pregação que alertou... Mas e depois? Como eu saí de lá? Saí sabendo que preciso fazer e ser mais para Deus, então me lembrei desse texto e vou compartilhar. Espero que Cristo fale com vocês e que suas vidas sejam abençoadas.

Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam seus passos. 1Pe 2.21
Será que você está preparado para realmente seguir a Jesus? Aí você pensa ‘Poxa, eu já sigo a Jesus, vou todo domingo à igreja, toco/canto, dou oferta, tenho uma camiseta que fala de Cristo’... NÃO! Compreenda que seguir a Jesus é mais do que isso.
Portanto sejam imitadores de Deus, como filhos amados, e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus. Ef 5.1,2
Seguir Jesus é imitá-lo. É fazer as coisas do jeito que Ele faria. É antes de fazer qualquer coisa, questionar se em seus passos Jesus teria a mesma atitude. Será que nosso doce Jesus usaria as mesmas palavras, ou veria as mesmas coisas que você vê? Segui-lo é abrir mão de si mesmo, é saber que haverá sofrimentos e perdas e saber também, que Deus está no controle, que todas as coisas cooperam para o bem (Rm 8.28), que a graça dEle nos basta (2Co 12.9), é fazer o bem sem escolher a quem, sem fazer pela metade! “Não adianta dar sem se doar.” (Charles M. Sheldon). É viver genuinamente o amor e a graça transmitindo-os aos demais; é chorar com os que choram; é estender a mão ao necessitado; trabalhar pela salvação do próximo; orar pela felicidade de quem o magoa; é abençoar quem lhe ofende; lutar contra o pecado; é despojar-se do velho homem; louvar ao invés de tocar/cantar; é usar seu talento e seu dom para exaltar o nome de Deus e não o seu; é se humilhar; reconhecer sua pequenez; reconhecer a grandeza do Senhor.
Falar parece fácil, mas seguir Jesus é mais que pertencer a uma instituição, é pertencer a Ele!
E como seguir a Jesus? Como saber se suas ações condizem com a vida dEle? Para seguir a Jesus é necessário conhecê-lo, isso acontece quando você verdadeiramente se relaciona com Ele e, conhecendo-O você irá nascer de novo.
‘Danny, isso é lindo, mas... E as MINHAS vontades?’ Elas não serão mais prioridade! (Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á. Mt 10.39) Então, refaço minha pergunta e acrescento outras: Você realmente quer seguir a Jesus? Mesmo que você possa perder pessoas que ama, mesmo que seja incompreendido, mesmo que possa ferir seu ego, mesmo que haja dor, mesmo que você tenha que abrir mão do conforto e comodidade física e espiritualmente falando? Você realmente quer entregar a direção de sua vida a Jesus?
Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para suas almas. Pois o meu jugo é                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 suave e o meu fardo é leve. Mt 11. 29,30
Jugo Suave - Daniela Araújo

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Mais perto do coração de Deus


A conexão de Deus conosco – Stormie Omartian
Leia Gênesis 1.26-27 e reflita
Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego de vida; e o homem se tornou um ser vivente. Gn 2.7
Deus criou o universo por meio da palavra.  Ele determinou ás estrelas e aos planetas que existissem. Formou o mundo simplesmente preferindo ordens. Iniciou o processo de criação a partir do nada. Com a presença do Espírito Santo e pela ação de sua palavra, a criação ocorreu. Deus produziu ordem, luz, vida e beleza a partir do caos e da escuridão. Ele disse: “Haja...” e aconteceu.
Então Deus se envolveu pessoalmente na tarefa de fazer o ser humano. Alguns textos das Escrituras descrevem-no como “oleiro” e os seres humanos como “barro” (Is 64.8), fazendo-nos pensar em nosso Pai Celestial curvado sobre uma roda de oleiro, formando figuras de barro conforme o desenho que tinha em mente para suas criaturas. O toque final foi soprar em nós o fôlego de vida. Ele tornou-se pessoal, desde o princípio. Deus, no entanto, não se deteve aí. O ato de soprar-nos fôlego concedeu-nos também a capacidade de falar. O mesmo ato de respirar que nos mantém vivos é o que usamos para nos comunicar. Respiramos para falar (e em alguns idiomas é preciso até inspirar). Somos portadores da imagem de Deus (Gn 1.26-27). Respiramos e falamos graças ao fôlego que Ele nos concedeu. Devemos reverenciar o privilégio que temos de usar o fôlego de vida para falar com nosso Criador.
Fomos feitos para nos comunicar com nosso Oleiro. Embora, de início, talvez não possamos fazê-lo muito bem, ainda assim Ele quer nos ouvir. Do mesmo modo que nos alegramos quando nossos bebês emitem os primeiros sons, nosso Pai celestial também se alegra quando ouve o som das palavras que um de seus filhos lhe dirige.
Sussurre uma oração a Deus com freqüência. Se as palavras não lhe vierem á mente naquele momento, comece dizendo “obrigada”. Pronuncie essa palavra pausadamente e, então, acrescente “por...”, até que os diferentes modos de tornar essa sentença comecem a fluir. À medida que o fizer, vai compreender que pode usar o tempo de inspiração (em que inala o ar) para refletir sobre as palavras seguintes e o de expiração (em que solta o ar) para expressar seu agradecimento. Voltemo-nos completamente para o primeiro sopro do primeiro ser humano. Você e eu fomos feitos para essa união com Deus. Conceder-nos o “fôlego de vida” é a conexão de Deus conosco; orar é nossa conexão com Ele.
Conexão - Daniela Araújo